Menu

Especial Dia Internacional Das Mulheres

Design

Especial Dia Internacional Das Mulheres

O Design Está Evoluindo E O Crédito Também É Delas

Quem são as mulheres pioneiras na história do design e por que não ouvimos falar delas? Em um mundo com tanto acesso às mais diversas fontes e informações, essa é uma pergunta que infelizmente é difícil de ser respondida.

Em uma busca genérica encontramos nomes como Paula Scher e Carolyn Davidson, figuras importantes que começaram suas carreiras entre os anos 70 e 80. Porém, considerando que o Design Gráfico que conhecemos nasceu durante a Revolução Industrial (entre 1760 e 1840), encontramos um grande espaço de tempo onde não se fala sobre o trabalho de mulheres designers.

Essa falha tem sua raiz baseada em uma sociedade culturalmente patriarcal, onde as mulheres eram limitadas à funções domésticas e eram socialmente excluídas. Embora algumas mulheres produzissem materiais de arte e design, seus nomes foram apagados pela ausência de registros sobre o assunto na época – diferentemente do que aconteceu com os homens.

Podemos encontrar em artigos da catalã Isabel Campi, historiadora e designer industrial, exemplos da grande diferenciação de tratamento entre homens e mulheres dentro das escolas e academias de arte e Design na Europa. Na renomada escola Staatliches-Bauhaus, na Alemanha, os discursos pregados eram opostos às atitudes da escola perante suas alunas. Embora afirmassem que não havia distinção entre os estudantes, as mulheres só poderiam receber diplomas em cursos relacionados à área têxtil, julgados na época como “essencialmente femininos”. Com o aumento na inscrição de pessoas do gênero feminino, a escola submeteu mulheres à rigorosas provas específicas de conhecimento, ao contrário dos alunos masculinos – que poderiam ingressar normalmente em qualquer curso oferecido pela Bauhaus.

Com o passar dos anos e com o nascimento de movimentos feministas, as mulheres vêm ganhando cada vez mais espaço e autonomia – tanto em âmbitos correlatos ao design quanto nos demais áreas da sociedade. Com a internet, mulheres de todos os cantos do mundo podem se unir para dialogar, fazer trocas, agregar e mostrar seus próprios trabalhos em incríveis plataformas que buscam mostrar ao mundo a força do design feminino. Alguns ótimos exemplos são sites como o Hall of Femmes, She-form e Women of Graphic Design, onde o espírito colaborativo e de sororidade prevalece, fortalecendo movimentos femininos de arte e design. Isso é realmente empolgante!

Graças à união das mulheres, o meio criativo é um lugar onde elas podem se expressar, mostrar sua voz e toda a sua força. Se o mundo está se tornando um lugar melhor, o crédito é todo delas! Parabéns à todas as mulheres!

0 Comments Leave a reply

    Leave a comment

    Your comment(click button to send)

    ToThink | Agência de Comunicação e Eventos
    Share

    This is a unique website which will require a more modern browser to work!

    Please upgrade today!

    UA-80589820-1